Se o Pai Natal fosse uma mulher, conseguiria fazer o trabalho?

Esta foi a pergunta que uma agência inglesa fez a um grupo de crianças, na sequência de uma experiência social para encorajar os pais a falarem com os seus filhos sobre desigualdade de género.

 


O Pai Natal é a pessoa mais desejada nesta época festiva por todas as crianças do mundo inteiro. Mas se o Pai Natal fosse uma mulher, será que ela conseguia fazer o mesmo trabalho?

 

Esta foi a pergunta colocada a um grupo de crianças pela agência britânica Anomaly, na sequência de uma campanha contra a desigualdade de género que a agência tem levado a cabo desde outubro deste ano, usando a hashtag #MoreWomen.

 

A resposta à pergunta teve um claro NÃO, mas o que surpreendeu neste inquérito foi o porquê.

 

Eis algumas das justificações porque uma mulher não conseguiria fazer o trabalho do Pai Natal, de acordo com as crianças:

 

- "porque ela iria perder-se no céu".

- "porque ela não teria força suficiente para transportar todos os presentes. Ela teria de ir ao ginásio primeiro".

- "porque o bebé da mãe Natal iria esmagar todos os presentes, e isso ia fazer com que ela ficasse com dores de cabeça".

- "porque ela nunca viu o pai Natal a entregar os presentes, por isso não saberia como fazê-lo".

 

No final do vídeo, pergunta-se a um rapaz o que acha que a mulher consegue fazer melhor. Resposta: cozinhar. Um dos sócios da Agência Anomaly disse "Testámos esta ideia fazendo a pergunta aos meus filhos. E as respostas deles foram surpreendentes".

 

"A conclusão é que até o trabalho de Pai Natal só pode ser feito por um homem", refere outro dos sócios da agência.

 

Pode ver o vídeo na íntegra aqui: